REPORTAGENS











=========================================================================================

Longe da Legião, Dado lança CD solo

Jornal Agora - 14/12/2005
Débora Miranda

        Dado Villa-Lobos deixa a Legião Urbana adormecida para despertar sozinho. O guitarrista do grupo está lançando seu primeiro disco solo, parte do projeto "MTV Apresenta", com canções compostas por ele e letradas por amigos como Paula Toller, Fausto Fawcett e Tony Platão.

        "Foi um processo que levou quatro ou cinco anos. Produzi muitas bandas nesse tempo e, nas brechas, fazia músicas que pretendia lançar. Com o repertório pronto, chamei alguns parceiros para fazer as letras. Não faço letras, sou analfabeto [risos]. Meus parceiros são pessoas por quem eu tenho empatia, simpatia e muita amizade", conta Dado.

        O disco foi gravado em estúdio e enviado para Ana Butler, diretora artística da MTV, que teve a idéia de gravá-lo ao vivo, no projeto "MTV Apresenta", que resulta em um programa de televisão, um CD e um DVD. A gravação aconteceu em abril, no Rio de Janeiro. E o programa foi ao ar, na MTV, no fim de novembro.

        Vários eventos têm acontecido em torno da Legião Urbana. O Capital Inicial lançou um CD com músicas do Aborto Elétrico, banda na qual Renato Russo cantou antes de formar a Legião.

        Além disso, ontem aconteceria um show, no Rio de Janeiro, que reuniria vários artistas --como Fernanda Takai e John (do Pato Fu), Nasi (do Ira!), Chorão (do Charlie Brown Jr.), Paulo Ricardo, Falcão (do Rappa), e Cidade Negra, entre outros-- para cantar o repertório da banda de Brasília.

        A apresentação viraria um especial para o canal pago Multishow, a ser exibida em março do próximo ano (quando seria a data de aniversário de Renato Russo), além de um DVD, a ser lançado na seqüência.

        Mas Dado não aprova o projeto. "Essa iniciativa partiu somente da família do Renato e da gravadora. Não vejo isso com bons olhos e estamos em confronto com a família dele. Aquelas músicas todas fazem parte da Legião, apesar de serem de autoria do Renato", afirma Dado.

        Para ele, o problema é a diferença de conceitos a respeito do que foi o grupo brasiliense. "A gente nunca pensou em dinheiro, só em se preservar. Nunca dilapidamos nosso repertório, que é o que estão tentando fazer agora", dispara.

        Os planos dele e de Marcelo Bonfá incluem um documentário, que seria dirigido por Flávio Tambellini, e um songbook completo. "Mas tudo depende de haver boa vontade dos dois lados", completa.

        Enquanto tudo isso não se acerta, Dado segue agora com sua carreira solo. No primeiro show do disco novo, realizado no Rio de Janeiro, o cantor diz que se sentiu satisfeito pois percebeu que grande parte das pessoas já havia comprado o CD. Fãs da Legião Urbana? "Alguns, talvez. Mas se todos os fãs da Legião quisessem comprar o disco não teria para todo mundo. É uma grande legião", diverte-se.

        Dado pretende excursionar com o show pelo país, mas ainda não tem data para chegar a São Paulo. "Provavelmente só no ano que vem", diz o guitarrista. A legião vai esperar.


"Não sei nem se estou mais na minha, nem na sua vida"
"Não percebi correntes me prendendo aqui até o instante em que tentei partir."
Fã-Clube Oficial Dado Villa-Lobos. All rights reserved.
Developed by Roberta Raquel Leismann