REPORTAGENS











=========================================================================================

Paralamas é Sucesso no Pão Music

Site Pão Music - 24/08/2003
Vicent Sobrinho

        Ao som contagiante dos Paralamas do Sucesso, a tarde de sábado, 23 de agosto de 2003, comemorou os 55 anos do Pão de Açúcar e também os 49 anos do Parque do Ibirapuera. O show gratuito atraiu 120 mil pessoas que lotaram a Praça da Paz no Parque do Ibirapuera.

        A abertura do Pão Music com os Paralamas ficou por conta do maestro Flávio Pimenta e suas 300 crianças da Associação Meninos do Morumbi, que cantaram e dançaram músicas próprias, e foram acompanhadas pelo público na música "O Que É O Que É" de Gonzaguinha.

        Logo após a apresentação dos Meninos do Morumbi, foi exibido nos telões um vídeo apresentando a história do Parque do Ibirapuera, desde a sua fundação em 1954 até os dias atuais. Ao final o vídeo anunciou ao público, o presente que o Parque do Ibirapuera irá receber do Pão de Açúcar durante as comemorações de 450 anos da cidade de São Paulo em Janeiro de 2004.

        "A maior fonte multimídia da América Latina no Ibirapuera! " Boquiaberto o público aplaudiu a iniciativa e clamou pelos Paralamas do Sucesso.

        Quando chegaram ao palco, a recepção foi calorosa, o público vibrou com as primeiras notas de Herbert Vianna que abria o espetáculo com a música "Calibre".

        Os aplausos de mais de 120 mil pessoas, confirmam o sucesso que os Paralamas conquistaram nos últimos 20 anos de estrada, e também a vendagem de mais de 270 mil cópias do CD mais recente "Longo Caminho"- nome também do show apresentado no Pão Music.

        Desta vez os convidados Dado Villa Lobos, Andreas Kisser e Nando Reis agitaram ainda mais a apresentação dos Paralamas. Dado, que já é um Paralamas honorário, foi o primeiro a subir ao Palco e tocou Soldado da Paz e Trac trac. Herbert brincou com as palavras e disse: "Ele, o verdadeiro Sou Dado da Paz". A surpresa foi a participação do roqueiro argentino Fito Paez na música "Dos Margaritas".

        Na seqüência Andreas Kisser acompanhou Os Paralamas em Selvagem e Mensagem de Amor e antes de tocar "Caleidoscópio" Herbert fez um agradecimento especial ao Pão de Açúcar, "quero agradecer ao Pão de Açúcar por proporcionar a oportunidade de podermos falar diretamente ao coração de todos vocês." O público delírou quando o guitarrista Andreas Kisser fez um solo de guitarras, um tipo de desafio musical, com Herbert Vianna em "Caleidoscópio". "É uma energia sobre natural, um astral que vocês emanam, uma energia que cura qualquer doença da alma, qualquer doença física também!

        Com Nando Reis, Herbert cantou "Marvin", Nando no meio da música pediu: "E para todos aqueles que acreditam que a vida deve ser sempre muito melhor, levantem as mãos ao alto e batam palmas para os Paralamas....." Em seguida Nando cantou e dançou na música "Uma Brasileira", o ex-titãs agitou a platéia fazendo todos ficarem de pé, encarnou a música e com passos de dança, brincou com o baixista Bi Ribeiro e o baterista João Barone.

        Ao final, Herbert cantou junto com Dado, Andreas e Nando o sucesso do Legião Urbana "Que Pais é Esse!" Incluindo o Bis ao todo foram tocadas 27 canções. O show foi encerrado com todos os convidados no palco, com exceção de Fito Paez.

Topo


"Não sei nem se estou mais na minha, nem na sua vida"
"Não percebi correntes me prendendo aqui até o instante em que tentei partir."
Fã-Clube Oficial Dado Villa-Lobos. All rights reserved.
Developed by Roberta Raquel Leismann